PROCURA-SE PATROCINADOR

Sua empresa pode ser nossa patrocinadora através do Patrocínio Direto (sem incentivos fiscais) ou do Patrocínio Incentivado (com incentivos fiscais)

RESUMO DO PROJETO

Festival Musical (não competitivo) de choro e jazz, na Serra da Mantiqueira, incentivando a participação e divulgação de artistas e bandas locais. O evento que será realizado no sábado, dia 15 de novembro de 2025. O local será a Praça Monsenhor Pedro do Valle Monteiro (praça pública), localizada no centro da cidade de São Bento do Sapucaí, estado de São Paulo. Serão realizadas apresentações musicais de choro e jazz como atrativos principais do evento, além de um espaço destinado para uma feira de artes e gastronomia, em que os produtores locais serão convidados a participar,  promovendo a economia criativa local/regional.

Como CONTRAPARTIDA SOCIAL será realizada uma apresentação musical em uma escola pública local na sexta-feira, dia 14 de novembro de 2025. 

Toda a programação do evento será gratuita e aberta ao público.

OBJETIVOS

A) Produto Festival Musical – dia 15 de novembro de 2025 – das 12h às 22h – distribuição gratuita para todo o público, entrada franca – público estimado de 02(duas) mil pessoas – sendo:
– 03 apresentações musicais, do gênero musical choro, no palco principal;
– 02 apresentações musicais, do gênero musical jazz, no palco principal;
– Montagem estrutural de 01 feira de arte e gastronomia regional, onde os produtores locais serão convidados a participar;

B) Produto CONTRAPARTIDA SOCIAL – dia 14 de novembro de 2025 – das 10h às 11:30h – distribuição gratuita para alunos da rede pública municipal local – público estimado de 200(duzentos) alunos – sendo:
– 01 apresentação musical em uma escola pública;

JUSTIFICATIVA DO PROJETO

O choro é um gênero musical tradicionalmente brasileiro, com raízes profundas na cultura do país. Um festival de choro pode ajudar a preservar e promover essa forma de arte, valorizando suas origens e tradições.

O choro e o jazz têm uma relação profunda, apesar de originários de contextos culturais diferentes. Ambos têm raízes afrodescendentes e valorizam a improvisação, permitindo expressão individual dos músicos. 

Durante o festival, serão montadas estruturas para convidar produtores da gastronomia local e artesãos a participarem do evento, sendo assim,  diversos setores da economia local serão impulsionados, desde o comércio de alimentos e bebidas até o turismo, artesanato, hotelaria e transporte. Além disso, o evento pode criar oportunidades de emprego temporário e estimular o empreendedorismo local. 

Festivais de música têm o poder de atrair turistas de diferentes partes do país e do mundo. Isso não só traz benefícios econômicos diretos para a cidade, como também aumenta sua visibilidade internacional, contribuindo para o desenvolvimento do setor turístico local.

Festivais musicais são excelentes oportunidades para o intercâmbio cultural entre artistas, músicos e espectadores. Facilitam o diálogo e a colaboração entre diferentes comunidades, promovendo a diversidade cultural e o entendimento mútuo.

O festival irá pode ajudar a fortalecer a cena musical local e difundir o gênero musical do choro e jazz, promovendo artistas locais,  incentivando o surgimento de novos talentos, promovendo a formação de bandas e estimulando a educação musical.

ACESSIBILIDADE

A) Produto Festival Musical.

1 – Implantar rampas largas com pisos antiderrapantes, firmes e nivelados, com inclinação adequada para subir e descer em cadeira de rodas e guias de balizamento, ao longo das rampas, que não possuem parede lateral. 

2 – Configuração de um espaço reservado em área privilegiada para deficientes físicos e idosos.

3 – Intérprete de libras durante todas as apresentações musicais e comunicação falada durante o evento.

B) Produto CONTRAPARTIDA SOCIAL.

1 – Intérprete de libras para ida à escola durante a apresentação musical para os alunos. 

NOTA.: Pesquisamos sobre as leis de acessibilidade no Estatuto da Pessoa com Deficiência, também chamado de LBI – Lei Brasileira da Inclusão – que orienta todos os tipos de acessibilidade necessários ao atendimento especializado. 

AÇÕES AMBIENTAIS

1 – Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS). Definição do fluxo de operação de coleta e transbordo; base de armazenamento temporário de resíduos;
separação dos lixos reciclado e orgânico; separação do óleo usado na feira gastronômica; implantação de lixeiras de resíduos recicláveis e orgânicos; parceria local com Cooperativa de Reciclagem (licenciada e habilitada) para retirada e transporte dos resíduos.

2 – Plantio de 100 mudas nativas em uma área na região, previamente acordadas com a prefeitura.

3 – Não serão utilizados papéis (folders, panfletos, cartões, cartazes) para a divulgação, conforme plano de divulgação;

Rolar para cima